Resumo dos últimos dias do FC Porto

Um fim de semana no sofá depois de uma semana com frio

Depois de passarmos com frio a imprevisível noite de 4f, 31 de outubro decidimos que aquele caminho não era o correto. Dessa noite restou-nos as seguintes ilações: Sérgio Oliveira não é jogador para o FC Porto neste momento. Hernâni é um erro 404 constante, Bazoer até deu boas ilações, André Pereira é o avançado com mais técnica do plantel e depois temos os laterais que ainda têm muito para aprender.

Corona e Óliver, em contraste estão endiabrados e sabem como se joga a bola, além de saber como fazer isso em grande “show” e de abalarem os adversários. Sem dúvida, o Mexicano e o Espanhol estão num pico de forma que convém aproveitar. E Sérgio Conceição finalmente está a fazer isso mesmo.

Chegou o fim de semana e…foi um quentinho bem bom

O feriado foi apetecível e para quem tirou ponte pode estagiar no seu leito com uma perspetiva de estágio para o primeiro jogo da jornada. Não que fosse um jogo grande, ou interessante de ver, mas era bom para aqueles que tinham pago a BTV por um mês para ver o FCP e tiveram a oportunidade de ver o Moreirense.

Tinha toda a gente previsto uma vitória. Mas não foi isso que sucedeu… O Benfica entrava bem e aos 2 minutos de joga o Pistolas mais piscineiro que o mundo já viu, marcava para os encarnados um golo de euforia. No entanto durou pouco, porque o colosso português chamado de Moreirense tratou de acalmar os ânimos.

Passado uma meia dúzia de minutos, fizeram o empate. O FC Porto no sofá a rir. No entanto, não bastou. Mais um par de minutos e vimos a reviravolta no marcador. A pequena equipa de Guimarães agigantava-se e deixava a pequena águia sem voar. Mas não chegava. Aos 30 e tal minutos, o melhor jogador em campo puxa do gatilho e congela a Luz. 3-1 para o Moreirense e o fim de semana já sorria para o FC Porto.

Na Madeira foi onde os cobertores chegaram

Não ia ser fácil jogar num campo daqueles. Mas com o balão de oxigénio vivido no dia anterior, tudo empurrava para uma vitória. Até o próprio Marítimo, com 3 defesas centrais, percebeu que só ia ter um trabalho: defender. E foi isso que aconteceu…

Iker Casillas bem se pôde aquecer com as mantas dos seus filhotes, porque trabalho para ele foi 0. Já o meio campo do FCP e os avançados enchiam-se de cruzamentos e cantos. Processos lentos e linhas fechadas, o intervalo chegou. Sérgio Conceição via o mesmo que os adeptos e rapidamente avisou a equipa.

No entanto, a segunda parte começou tão penra como a primeira. Sem grande ideias para desmontar, Óliver bem tentava mas a equipa não captava. Alex Telles desinspirado a juntar a Soares e Marega, não havia ponta que se lhe pegasse. Até que o árbitro aponta penálti para o FC Porto e o que todos temiam aconteceu: Marega.

É verdade, o meliano quis assumir e, borrada das borradas, fez o que toda a gente esperava: falhou. Mal marcado e boa defesa. Sérgio no banco percebeu que era preciso um miúdo de favela para massacrar aquelas linhas fechadas. Otávio saiu do banco e numa jogada onde Soares e Marega brilharam, o brasileiro não deixou mal os colegas e fez o 1-0. Mas isso não chegava.

Outra vez Óliver com olho na Champions

O pequeno 10 do FC Porto estava a encher o meio campo e num canto para o Marítimo, na raça ganha a bola, explode para se isolar e com todo o descernimento e calma do mundo esperou por Otávio. Este, podia bisar, mas num golo 100% certo, decidiu dar ao lado e Marega fez o 2-0. Matava-se o jogo na Madeira.

O FC Porto voltava assim ao sofá para ver os Barcarenses a serem empurrados por uma arbitragem duvidosa. No entanto, podem alegrar-se com o primeiro lugar à cuca de um FC Porto vs Braga. Mas antes, há Champions.

A equipa de Sérgio Conceição já tem as automatizações feitas e Óliver está pronto para destruir os russos. Ninguém vai querer perder um jogo destes e nós já sabemos onde assistir. E tu? Onde queres ir ver o jogo? Vê aqui e nós ajudamos.

[Total: 3    Average: 5/5]