7º Dia do Clube

Com o alto patrocínio do Futebol Clube do Porto realizou-se no último Sábado o habitual encontro de fim de época do Dia do Clube no foyer da tribuna presidencial do Estádio do Dragão coincidindo com o 31º aniversário da nossa primeira Champions.

A manhã iniciou-se com o Hino do Clube interpretado por João Dias e Jéssica Meireles. Depois das boas-vindas dadas pelo Diretor Alípio Jorge tivemos um 1º painel de luxo PORTO DE OPINIÃO moderado por Hugo Santos com Cândido Costa, Miguel Guedes e Paulo Baldaia a que se juntou mais tarde Francisco J. Marques.

Comentadores no Dia do Clube

Comentadores no Dia do Clube

Os comentadores analisaram a temporada que agora terminou, a importância da ajuda da estrutura na contratação de Sérgio Conceição e equipa técnica, o enorme apoio do Mar Azul que se transformou num verdadeiro Oceano e as perspetivas para a próxima temporada com alguns contratos já fechados e regressos de atletas cedidos para análise na pré-época.

Aproveitando a oportunidade diversos adeptos colocaram questões ao painel sobre as suas participações nos programas desportivos, dificuldades com o distanciamento da CS que está na sua maior parte dependente dos clubes da Capital e a falta de equidade no tratamento de questões disciplinares por parte das instâncias competentes.

Porto de Salto Alto

Porto de Salto Alto

Depois do almoço volante servido no salão anexo iniciou-se a sessão da tarde novamente com a atuação de João Dias e Jéssica Meireles a anteceder o 2º painel PORTO DE SALTO ALTO com moderação de Ana Filipa Gomes, a campeã Aurora Cunha, a irreverente Catarina Pereira do Lá Em Casa Mando Eu e a grande adepta Manuela Martins.

Aurora Cunha que levou o nome do Futebol Clube do Porto por todo o Mundo recordou episódios das suas vitórias, o seu amor ao F C do Porto, e a mágoa de ter que sair para outros clubes quando o nosso resolveu extinguir a modalidade. Catarina Pereira explicou a dificuldade de conciliar a vida profissional, familiar e de adepta. Manuela Martins descreveu como o seu Portismo já vem dos antepassados, relatando ainda, diversos episódios amargos e alegres em deslocações nacionais e internacionais nos jogos em que o Clube participou.

No 3º e último painel PORTO DE MEMÓRIA moderado pelo incansável Paulo Bizarro tivemos a presença dos campeões Rodolfo, Fonseca, e Gomes. O tema central foi a recordação do 40º aniversário da conquista do Campeonato Nacional de 1977/78 que aconteceu depois de 19 longos anos de jejum que só foi possível conseguir com grande união e espirito de grupo de todos os atletas então superiormente dirigidos por José Maria Pedroto o verdadeiro motor de arranque para 36 anos de glória que viriam a continuar em 1982 com Pinto da Costa.

Inesperadamente aconteceu a surpresa do dia. O nosso presidente não quis faltar a este convívio e entrou no salão repleto de Portistas que o aplaudiram largos minutos de pé.

Teve então a oportunidade de ouvir dos atletas deste painel episódios pitorescos que o fizeram escangalhar às gargalhadas e também ele, visivelmente bem-disposto, contar algumas peripécias daquele tempo.

No final deste memorável 7º Dia do Clube foi então cantado o Hino pela nossa querida Maria Amélia Canossa acompanhado em coro por todos os presentes.

Na qualidade de Portista há 7 décadas resta-me agradecer a toda a Organização o grande abraço de Portistas para Portistas que vivemos e naturalmente ao Pedro Blue o registo das magníficas imagens com que nos brindou.

Até à próxima

[Total: 2    Average: 5/5]