Aprendiz Vieira afundou-se no Poço das Adivinhações

Ontem, após mais uma derrota contundente do Benfica na Liga Portuguesa frente ao irreverente Portimonense, com dois autogolos dos seus defesas, chegamos à conclusão que o Aprendiz Vieira está longe dos poderes de adivinhação do já Mago Pinto da Costa.

De facto, mesmo após ter tirado alguns apontamento do Mago do futebol português, o Presidente do Benfica está longe de possuir os mesmos dotes de adivinhação que Pinto da Costa demonstra, no que as decisões de treinadores diz respeito.

Um sinal divino que chegou das magias do Mago nortenho?

Foi depois de uma noite mal dormida que Luís Filipe Vieira, há pouco mais de um mês, confessou que recebeu um sinal quase divino de que a melhor decisão seria manter Rui Vitória no cargo e decidiu anular a decisão que já havia sido tomada por toda a Direção de demitir o seu treinador.

Mais tarde, assumiu que só tinha recebido um chamamento daquela natureza quando, contra a vontade de milhões de benfiquistas, decidiu manter Jorge Jesus, após uma época que parecia ter sido amaldiçoada por uma magia negra vinda dos lados do Norte ou então de alguém que contratou um daqueles bruxos mais famosos, que acertam uma vez a cada dez anos.

O Aprendiz que queria ser o Mago benfiquista

Por várias ocasiões, Luís Filipe Vieira assumiu publicamente que tem o sonho de poder se tornar o maior Presidente da história do Benfica. Contudo, e depois da permanência de Rui Vitória ter se revelado, no jogo do Portimonense, como sendo uma decisão fracassada, já muitos dos benfiquistas questionam se este é o Aprendiz certo para governar o castelo com mais seguidores em Portugal.

Até ao momento, é certo que Rui Vitória já não é desejado na Luz pela maioria dos adeptos benfiquistas, restando apenas saber se Vieira vai conseguir criar uma poção mágica que ao mesmo tempo agrade os benfiquistas e seja viável em termos financeiros.

Demitir Rui Vitória neste momento pode significar um custo de vários milhões. Além disso, o ingrediente secreto e mais desejado pelo Aprendiz Vieira está, por obra do destino, “preso” nas Arábias.  Será que uns truques de magia, diga-se telefonemas prometendo mundo e fundos, conseguirá convencer Jorge Jesus a regressar a uma casa que o iria sempre receber de uma forma dividida?

Enquanto o Aprendiz Vieira se roí de dúvidas e desencantos, chega-nos a notícia que no alto do seu castelo no Porto, o Mago Pinto da Costa está confortável com a sua poção mágica que junta Sérgio Conceição e um grupo de jogadores que formaram um plantel “low cost” e que garante uma liderança confortável na Liga Portuguesa.

[Total: 4    Average: 4.8/5]