Jorge Jesus no FC Porto | Será mesmo?

É mesmo isso que leu: Jorge Jesus, antes de um jogo, revelou que se ia embora para o FC Porto. Pelo menos foi isto que o antigo presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, revelou no seu mais recente livro, um claro desespero para ganhar dinheiro, agora que terá que investir uma pequena fortuna em defesa judiciais como desempregado.

Como já nos habituou, Bruno de Carvalho está agora a tentar mexer nos podres da sua Presidência para continuar a ser falado na imprensa portuguesa, mesmo que isso acabe por prejudicar severamente o já fragilizado “clube do coração”. Vale mesmo tudo para Bruno de Carvalho?

História de Jorge Jesus no FC Porto

Hoje recebemos a novidade de que Jorge Jesus, no final da época de 2016, tinha sido contactado para deixar imediatamente o Sporting e começar a nova temporada no Dragão. Segundo as palavras de Bruno de Carvalho, o FC Porto iria “pagar tudo” para acertar a sua saída do Sporting.

Porém, este não é o final da história. Numa clara tentativa de manchar o profissionalismo de Jorge Jesus, tal como fez com o excelente técnico Marco Silva, Bruno de Carvalho garantiu que Jesus apenas fez isto para chantagear o clube e exigir mais três milhões por mês para continuar a ser treinador do Sporting para as próximas épocas.

Vale a pena realçar que Bruno de Carvalho apenas se agarra a esta historinha de vitimização por saber que, de facto, Jesus e Pinto da Costa têm um longo e bom relacionamento. Mas, alguém acredita que o FC Porto, infelizmente naquela altura com claros problemas financeiros, iria pagar uma indemnização milionária a um dos seus maiores rivais para levar Jesus, que nem sequer convenceu na sua primeira temporada?

Agora, Jesus vem mesmo para o FC Porto?

As notícias de que Pinto da Costa, mais tarde ou mais cedo, vai dar uma oportunidade para Jorge Jesus se sentar na “cadeira de sonho” do futebol nacional são velhas, mas que nesta altura sempre são mais realistas, visto que Jesus é um treinador completamente livre, após rescindir nas Arábias.

Contudo, esta equação só poderia dar certo caso Sérgio Conceição conseguisse fazer mais uma temporada maravilhosa o FC Porto e fosse contratado por outro clube. Quem não se lembra dos portugueses Mourinho e André Villas Boas?

Temos que também fazer mais uma pergunta: até que ponto os portistas teriam interesse em ver um homem como Jesus no banco, depois deste já ter provado uma enorme inconstância de resultados, mesmo com grandes plantéis? Por falar em inconstância, alguém já tinha saudades de ouvir as historinhas de Bruno de Carvalho?

Gostou deste artigo? Por favor, compartilhe! E deixe o seu like no nosso Facebook! É muito importante para nós. Além disso, pode também, se desejar receber as crónicas em primeira mão, subscrever a newsletter (não fazemos spam).

[Total: 2    Average: 5/5]