Os Sete Magníficos

A nossa crónica de hoje vai abordar o acontecimento que encheu páginas de jornais e programas de televisão neste início de temporada “escondendo” por algum tempo as aldrabices do clube da treta. Relembramos aos mais distraídos como tudo começou.

As contas do campeonato tinham corrido mal, o clube continuou a não conseguir o título e o primeiro a sofrer as consequências foi naturalmente o treinador. Depois de um breve internamento com Marta Soares para reparar as mazelas psicológicas andou a oferecer-se por aí e felizmente zarpou para paragens distantes.

General Bruno de Carvalho

General Bruno de Carvalho

O General Custer que se tinha notabilizado no combate aos índios que infestavam o território de Alvalade foi então “morto pelas costas” por Marta Soares.

A sua “morte” despoletou uma crise sem precedentes nos Calimeros e a necessidade de se recorrer a eleições antecipadas. Os cargos nos Órgãos Sociais pareciam pouco apetecíveis dadas as enormes responsabilidades financeiras e económicas que impendem sobre o clube e Sad até ao fim deste ano. Mesmo assim, mais rápidos do que o desertor William Carvalho, logo saltaram para a arena 7 candidatos ao cargo de presidente do Alvaláxia Séc. XXI. Sobre os candidatos aqui vão uns breves comentários (da esquerda para a direita).

Orgãos Sociais do Sporting

Orgãos Sociais do Sporting

JOÃO BENEDITO

Notabilizou-se como guarda-redes na modalidade de Futsal contribuindo para alguns títulos dos leões. Não se lhe conhecem quaisquer cargos de gestão necessários para um clube da dimensão do Sporting. Contudo o seu ar jovem e ideias arejadas vão conseguir-lhe uma boa margem de votos. Talvez o segundo mais votado.

FREDERICO VARANDAS

Médico da equipa principal “acha que conhece bem os meandros do futebol nomeadamente e tem uma boa relação com os jogadores e massa associativa.” Apresenta o apoio de vários pesos pesados. Beto Acosta, jogador sempre acarinhado pela massa associativa, Júlio Rendeiro um jogador histórico de Hóquei em Patins do SCP e Capitão do Cinco Maravilha, Aurélio Pereira o sócio nº 1 do Sporting, e Rogério Alves para a AG.

FERNANDO TAVARES PEREIRA

Pouco conhecido das gentes do futebol é natural de Tábua, no distrito de Coimbra tem negócios nas áreas das inspeções automóveis, turismo, agricultura, vinha e floresta. Não se percebe como pode ser útil no futebol. Para negócios de Turismo falidos já bastaram os que o Sporting e o vizinho do Circo em frente tiveram.

RUI JORGE REGO

Garantiu ter um investimento de 120 milhões de euros se ganhar as eleições. “O investidor chama-se Júlio Brant. Da China temos a KNG. Com Brant temos 120 milhões de euros. A SAD será 100 por cento dona dos passes. Os leões devem explorar os mercados dos Estados Unidos, China ou Índia”. É coisa para 1% dos votos.

JOSÉ MARIA RICCIARDI

Descendente da família Roquette, banqueiro, é seguramente o único candidato que tem conhecimentos junto das instituições de crédito para resolver os gravíssimos problemas financeiros que se aproximam. No entanto acreditamos que o seu principal objetivo será antes conseguir reembolsar os milhões de euros em Ações que o seu Banco comprou via HOLDIMO. Teria algumas hipóteses numa eventual coligação com Frederico Varandas mas cometeu um pecado capital ao convidar o fornecedor de croquetes José Eduardo para diretor geral do futebol. Os sócios estão fartos de croquetes.

PEDRO MADEIRA RODRIGUES

Gestor e administrador. Contudo não se percebem as suas ideias. Elogia Sousa Cintra mas diz que “está em polos opostos”. A única novidade acabou por constituir mais um fator de desestabilização para a equipa. Anunciou que se vencer as eleições despacha o atual treinador José Peseiro e contrata Cláudio Ranieri! Já concorreu contra Godinho Lopes e Bruno de Carvalho. É um perdedor nato.

DIAS FERREIRA

Descendente de Viscondes e Condessas, advogado. Como dirigente não se conhece obra feita apenas se sabe que já esteve na Assembleia-geral e pertence a um sem número de conselhos de desporto e debates que não servem para nada. Não anunciou uma única medida nova, anda pelo Sporting há dezenas de anos. É uma espécie de Fernando Seara no clube da treta. O apoio que recebeu de Carlos Vieira (o braço direito e diretor financeiro de Bruno de Carvalho) arrumou de vez com qualquer hipótese de êxito.

São estes Os Sete Magníficos e pelos debates a que assistimos os sócios vão dividir os votos entre Frederico Varandas e João Benedito. Frederico Varandas será o próximo presidente.

Fotomontagens de JOSÉ LIMA

[Total: 2    Average: 4.5/5]