Teimosia pode custar-te caro Sérgio

Este artigo de hoje trata-se da gestão (quase danosa diria) que Sérgio Conceição tem feito desde que assumiu o comando técnico dos dragões. Em particular, no que a gestão física dos jogadores diz respeito.

O jogo com Vitória de Guimarães para além de ter terminado com um empate, deixou a equipa de Sérgio Conceição órfã de um dos seus principais jogadores do modelo tático dos atuais campeões nacionais, Moussa Marega por lesão.

Modo de jogo Conceição

O Porto procura com, a chegada de Conceição,  um jogo muito mais direto, a jogar muito em profundidade e a equipa procura usar muito a capacidade de explosão, velocidade e força do avançado maliano, Marega. E como? Procurando ser muito pressionante, ter recuperação rápida da bola e “joga na frente para Marega”.

No entanto, ao longo deste ano e meio, vimos, e o Futebol Clube do Porto sendo um grande clube está obrigado praticamente a jogar de 3 em 3 dias, muitos jogadores jogarem até caírem. Alex Telles, Felipe, Brahimi, Herrera e Marega até agora tem sido “as maiores vitimas” desta gestão de Conceição. Não descansam, jogam sempre independentemente da competição ou do (seu) estado físico.

Marega foi-se, e agora?

Contra o Vitória, como referi Marega lesionou-se num sprint, fez uma rotura muscular e deve parar pelo menos 2 meses. Espero que esta lesão abra finalmente os olhos a Sérgio e seja mais cuidadoso na gestão física dos seus homens, ou vão mais homens para o estaleiro.

E agora? Deverá voltar apostar Sérgio Conceição num 4x3x3 tentando apostar num futebol “mais pressionante”, mas provavelmente com menos presença na área? Ou juntar André Pereira (que não convenceu na Taça da Liga) ou Fernando Andrade (novo reforço) como companheiros de Tiquinho?

A minha opinião é que o Porto tem jogadores fantásticos para jogar em 4x3x3. Não que o 4x4x2 não nos tenha dado muitas alegrias desde a chegada do Mister, mas acima de tudo porque o Porto desta forma será uma equipa mais pressionante e, ao mesmo tempo, compacta tendo 3 homens na zona central do meio campo. Bom, esta decisão cabe a Conceição, mas uma coisa é garantida, senão há uma mudança a nível da gestão física dos homens de Conceição, mais jogadores irão parar ao “estaleiro”. Palpita-me que Brahimi e Telles sejam os próximos.

Gostou deste artigo? Por favor, compartilhe! E deixe o seu like no nosso Facebook! É muito importante para nós. Além disso, pode também, se desejar receber as crónicas em primeira mão, subscrever a newsletter (não fazemos spam).

[Total: 3    Average: 3.7/5]