Não sou muito adepto da UEFA ou da FIFA, todos têm defeitos e para Portugal não sobra grande coisa. O EURO foi uma demonstração que nós estamos aqui, mas em termos de clubes continuamos íntegros à bela metodologia dos “clubes vendedores”. Gastamos pouco, vendemos muito. Os grandes vão ser sempre grandes e os pequenos sempre pequenos. Depois há o Braga, Belenenses e Tondela. Equipas B, C e D do Benfica. Isso é outra história.

O que eu venho hoje enaltecer e com orgulho é a nova regra apresentada pela UEFA! De facto vai trazer mais honestidade ao futebol e os valores catastróficos que estão a ser apresentados hoje em dia por cada “meia leca” que saiba dar uns chutos é de uma inflação total. Por isso é de presar a vontade da UEFA de reorganizar o mercado e colocar os clubes a venderem para poderem comprar. Isto sim, é futebol. Uma igualdade de armas para todos!

A nova regra UEFA

Mas afinal, então que regra é esta? Segundo o jornal mais benfiquista deste país, a nova regra da UEFA consiste em dar uma diferença entre compra e venda de 100 milhões de euros por todos os clubes. Ou seja, nenhum clube que venda no valor de 100 milhões, pode comprar num valor de 200 milhões e 1 cêntimo! É aqui que eu dou uma grande salva de palmas à UEFA!

Se analisarmos o mercado, o verão passado tivemos um PSG a comprar no valor de 400 e tal milhões, sem apresentar vendas viáveis. Hoje, vimos esse mesmo colosso ser abatido pelo Lyon, uma equipazeca que nem para aconchegar o apetite do futebol serve. O dinheiro não é tudo, mas a verdade é que o PSG continua a passear na Liga Francesa com 8 pontos de vantagem sobre o Lyon, segundo classificado.

No entanto, não é só! A UEFA tem outra nova regra em mente! E esta vai trazer mais um alívio aos chamados “pequenos heróis”, as equipas que se esforçam para subir a pulso pela Europa acima. E esta, o Sérgio Conceição dar-se-à bem!

Mais uma nova regra UEFA para colocar tudo no seu lugar!

Imaginem equipas como o Chelsea e o Manchester City, endinheiradas e com mais de 50 jogadores inscritos. Será isso viável para a luta com os restantes clubes europeus? Obviamente que não. E esta tentativa da UEFA de reduzir os jogadores contratados a 25 jogadores, é sem dúvida outra grande regra, além da outra.

As duas novas regras da UEFA estão a complementar-se. Pois hoje em dia assistimos a uma autêntica luta desigual em termos de poder e de armas facultadas. O FC Porto vai para o ringue com o Liverpool, equipa que na minha opinião é para abater, no entanto é uma equipa com um orçamento gigante frente ao FC Porto. Para não falar que a equipa de Sérgio Conceição está sob o olhar atento do FairPlay financeiro, enquanto o PSG anda em banho maria.

Com estas novas regras, a UEFA vai sem dúvida tentar criar uma estabilidade no futebol, dando assim armas e possibilidades a todas as equipas e treinadores de lutarem por qualquer prova! Eu, como portista assumido, estou mesmo muito feliz e espero que a aprovação das mesmas se confirmem. Agora sim, a revolução iniciou-se.

Em título de despedida, uma palavra a Paulinho

Eu já tinha dito que o Paulinho devia ser reforço e parece que foi mesmo. O Crónicas da Bola previu e o FC Porto andou atento. Agora, quero desejar a este craque uma época cheia de títulos a começar pelo jogo de 4f! Acredito que Warris e Paulinho podem ser opções viáveis. Até porque prefiro mil vezes vê-los aos dois no banco em vez de Hernâni e André André, Deus me perdoe.

[Total: 3    Average: 4.7/5]